Carta de Amor aos Mortos | resenha

Carta de Amor aos Mortos
Ava Dellaira
Ano: 2014 / Páginas: 344
Editora: Seguinte
post-698_a4

Avaliar Carta de Amor aos Mortos apenas pela sinopse, comete-se um grande erro. A sinopse passa uma ideia de ser apenas mais um livro adolescente, mas não mostra o grande teor emocional que o livro carrega. O livro conta a história de Laurel, uma garota que acaba que entrar no High School, mas que presenciou a morte da irmã recentemente. Agora ela tem que enfrentar essa nova fase, carregando a culpa pela morte da irmã, de quem não consegue falar com os amigos, e com fuga da mãe, que não aguentou a situação e foi para Flórida. No primeiro dia de aula, sua professora de inglês pede que a classe escreva uma carta a alguém que já tenha morrido, então Laurel consegue lidar com a situação escrevendo para celebridades mortas, abrindo o seu coração a quem não podo julgá-la, mas sem nunca entregar a lição a professora ou escrever para própria irmã.

Iniciei o livro pensando que seria algo mais leve, mais adolescente, mas confesso que o livro me surpreendeu e arrancou muitas lágrimas (mas eu sou uma manteiga derretida que chora por tudo, rs). Há uma mistura nos sentimentos de Laurel, ao mesmo tempo em que ela passa pelo drama adolescente, como arrumar amigos na nova escola, o primeiro beijo, o primeiro amor, ela tem algo muito maior para lidar, a perda da irmã. No decorrer do livro é possível ver o amadurecimento dela, que vai da adoração da irmã, quem ela tenta ser igual, até descobrir que sua irmã também era cheia de medos e o seu caminho não foi tão bom quanto ela costumava demonstrar para Laurel. Apenas após um tempo, ela percebe o quanto ela não via as imperfeições da irmã. E reconhecer os defeitos daquele que exaltamos é também é algo terrível. Lidar com a morte de alguém que ama não é algo simples, isso fica bem claro no decorrer do livro. Mas a morte da irmã não é único, existe algo muito mais profundo que ocorreu com Laurel antes da morte da irmã e ela também precisa com isso.

No meio de todo esse peso, Laurel é acompanhada por duas grandes amigas, Natalie e Hanna que também enfrentam seus próprios problemas, mas fica muito evidente o quanto Hanna é parecida como May, a irmã morta de Laurel, tanto na forma de agir, como em seus relacionamentos. Assim como Sky, o garoto por quem Laurel se apaixona, que ao mesmo tempo que é companheiro, também consegue machucar o coração dela (mas a decepção amorosa é pouco perto do que ela carrega…)

Carta de Amor aos Mortos é um livro surpreendente, cheio de referências, que aparecem ao escolher para quem ela escreve as cartas (Kurt Cobain, River Phoenix, Jim Morrison, entre outros), amo mesmo tempo a obra  nos mostra que os sentimentos são extremamente delicados, não há perfeição, todos possuem seus próprios problemas para superar.  Um belo livro.

Digiprove sealCopyright secured by Digiprove © 2016 Lívia Ledier

One thought on “Carta de Amor aos Mortos | resenha

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *